O limoeiro

Por: Paulo J. G. de Souza
Certo homem tinha em seu quintal o mais belo limoeiro de toda cidade, sempre carregado, cheio de folhas verdes e grandes, alguns espinhos que protegiam o fruto.
Todos em volta admiravam o limoeiro e sempre pediam ao dono para arrancar limões. Sempre que sentiam muito calor, se refrescavam com uma deliciosa limonada. Ao contrário do dono que sempre comprava refrigerantes para matar sua sede. Gastando, às vezes, as poucas moedas que tinha.
Certa vez, o homem sentiu sede, mas já não tinha mais dinheiro para comprar sequer um Dydyo. A água que tinha era muito simples para lhe saciar. Então se lembrou do limoeiro, mas teve uma surpresa quando chegou perto do limoeiro, já não havia frutos, suas folhas estavam caindo, ele se esqueceu de regá-lo e o estava perdendo, o limoeiro estava seco.
Então o homem se arrependeu por não cuidar do que tinha em casa e procurar alívio nas coisas mundanas, que acabam rápido.


MORAL

O limoeiro simboliza a sua fé, a água simboliza a palavra de Deus e o refrigerante os prazeres do mundo que arrancam seu dinheiro e tudo que você tem.
Nunca se esqueça de que sua fé em Deus te basta. Para saciar seus prazeres, sacie primeiro sua alma com o amor de Deus.
Antes que a árvore da sua fé seque, regue-a com a água da palavra de Deus.

“Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, que as demais coisas vos serão acrescentadas.” Mateus 6:33

Comentários